Cristianismo na prática

Aquela relação de pais e filhos…

    Quando eu era pequena, minha mãe e eu éramos muito próximas, éramos melhores amigas. Quando entrei na adolescência, nos afastamos um pouco, mas tudo dentro do limite. Eu era uma filha meio rebelde, que respondia, brigava, mas eu acabava fazendo o que ela mandava (não pense que isso era correto, ok?). Mas porque eu estou lhe contando isso?

     Hoje, com 19 anos, eu consigo pensar em muitas coisas que já fiz, faço e provavelmente ainda vou fazer. Hoje eu vejo a importância de respeitar nossos pais, de cumprir o mandamento do Senhor. “Filhos, obedeçam a seus pais no Senhor, pois isso é justo. “Honra teu pai e tua mãe” – este é o primeiro mandamento com promessa – “para que te corra bem e tenhas longa vida sobre a terra” (Efésios 6.1-3, veja também em Êxodo 20.12). Como disse, sempre respondi meus pais, eu os enfrentava não me importando com nada, levava muitos castigos, mas isso não me afetava tanto. As pessoas me olhavam e viam como eu era uma filha horrível.

     Mas e o que mudou? Agora, anos fazendo coisas horríveis, luto para tirar essa imagem de mim de uma filha mal educada, não apenas por tirar a imagem, mas para glorificar ao Senhor por meio disso. Eu e minha mãe discordamos em muitas coisas, MUITAS MESMO, mas no momento que vem em minha cabeça respondê-la ou bater de frente com ela, eu lembro que é meu dever respeitá-la. E então fico em silêncio e procuro ser o mais parecida possível com Cristo.

    Essa é uma luta diária minha, pois após uns 17 anos agindo de uma forma, e então mudar? Ô coisa difícil! Mas Deus se agrada em os filhos obedecerem os pais, por isso eu obedeço os meus.  Colossenses 3.20: “Filhos, obedeçam a seus pais em tudo, pois isso agrada ao Senhor”.

     Esse assunto se torna muito relevante frente à uma geração que não foi educada como eu, meus pais, meus avós e pessoas mais velhas foram. Eu ainda fiz parte de uma educação rígida, em que meu pai mandava e nós tínhamos que obedecer quietos. Eu lembro perfeitamente de, com 9/10 anos, ter que arrumar toda a sala antes do meu pai chegar, pois ele não gostava de bagunça (e fazia isso com o maior zelo e respeito). Eu lembro de ficar inúmeras vezes de castigo e levar umas boas palmadas junto com o meu irmão por termos brigado. Se eu, mesmo tendo tido uma educação dessas, virei uma adolescente que só desobedecia, imagine as crianças de hoje em dia que os pais não lhe dizem um não.

    Imagine a seguinte situação: você quer muito sair com seus amigos, mas seus pais não deixaram por algum motivo. Se fosse você antes do encontro ao verdadeiro evangelho, você iria chorar, resmungar, brigar, gritar e talvez até ir mesmo sem eles terem deixado. Agora, o seu novo eu, lidaria totalmente diferente. Você pode sim questioná-los (sempre de forma educada e amorosa) de qual o motivo/justificativa para tal decisão, você pode mostrar o outro lado da situação e pode dar motivos para eles deixarem (sempre sendo sensatos se, de fato, merecemos que eles deixem), porém, se a resposta continuar sendo não, você deve aceitar e mostrar o quão cristão você é. E porque você deveria mostrar isso? Segundo a Palavra do Pai: “Vós sois a nossa carta, escrita em nossos corações, conhecida e lida por todos os homens” (2 Coríntios 3.2). Nós somos a carta de Deus aqui na terra. Se não conseguimos praticar o bom testemunho na nossa própria casa, que dirá faremos com estranhos!

    O que eu aconselho à vocês? Obedeçam seus pais, honrem a eles. Pode parecer que eles querem o seu mal, que eles não lhe entendem (eu entendo tão bem isso que, com 12 anos, chorava umas 2 horas por dia por causa disso, SÉRIO!), mas acima da nossa vontade devemos obedecer à vontade do Pai. O nosso papel é claro na Bíblia e deve ser  nossa prioridade!

C.B. – 31/07/2017

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s