Fica a dica

Fica a Dica: Filmes #1

     Hoje é dia de Fica a Dica: Filmes. E porque filmes? Vivemos em um mundo que tudo é produzido da forma mais pecaminosa possível. Os valores se perderam, ninguém se importa com nada. Em meio a isso, é sempre bom encontrarmos maneiras de glorificar e aprender mais do Pai até mesmo em momentos de lazer. Por isso, segue a dica de filme de hoje: Deus não está morto 2.

maxresdefault     A primeira coisa que você deve estar se perguntando é: “porque indicar o segundo filme antes do primeiro?”. Pois bem, eu particularmente gostei mais e aprendi mais com o segundo. Mas, o primeiro é muito bom, ainda mais pra quem é estudante, assim como eu. Em breve falaremos dele aqui. Mas, vamos lá!

Sobre o que o filme fala?

          O filme conta a história de Grace, uma professora de uma classe de ensino médio, que, ao receber uma pergunta de uma aluna sobre Jesus Cristo e responde-la, é processada pelos pais da menina. Os pais dessa menina seguem uma vida sem crenças e, por viverem assim e terem o apoio da direção da escola e do seu advogado, se vêem certos em lutar por uma escola sem crenças. Como surgiu todo esse problema? A aluna teria perdido seu irmão a pouco tempo e seus pais estariam agindo como se ela não existisse, de fato. A única coisa que importa a eles é ela ingressar na faculdade, o que também os motiva a dar continuidade ao processo. A aluna então procura a professora para conversar, e relata o porque de estar mal. Ela questiona Grace sobre o motivo dela sempre estar bem, e a professora relata que o motivo é Jesus. Diante disso, o filme conta a conversão da menina ao cristianismo enquanto a causa com a professora está em julgamento.
Histórias paralelas também acontecem, como com o Reverendo da igreja local, que enfrenta dificuldades e  é solicitado a transcrever seus sermões para o governo verificá-los. Conta a história de um menino, que já no primeiro filme havia se tornado cristão e no segundo, mostra a busca dele por respostas frente as suas dúvidas. Conta a luta de cristãos em busca da liberdade de falar sobre suas crenças na escola. O filme termina com uma cena que, ao meu ver, dará continuidade ao próximo filme (Mas não irei contar qual é hahaha).

Porque olhar esse filme?

  1. Uma coisa que me marcou muito no filme foi a professora Grace. Durante o julgamento, a diretora e uma professora da escola em que ela trabalha contaram que Grace a todo momento falava sobre sua igreja, sobre Jesus, sobre Deus, contava as coisas boas que Eles já tinham feito por ela. Isso me fez cair de cara no chão. O quanto nós falamos do Pai em nossa vida? Nós falamos mais de coisas banais ou estamos aproveitando as oportunidades para evangelizar? As pessoas sabem que somos cristãs?
  2. A aluna de Grace, que fez a pergunta que desencadeou todo o processo contra a professora, não conhecia Deus. Ela conheceu após a professora começar a falar e isso fez ela ter vontade de ler a Bíblia (isso e o fato de o irmão ter uma Bíblia). Após isso, para seguir sua fé, ela teve que ir contra muita gente, teve que se manter firme no Pai. Afinal, “Meus irmãos, considerem motivo de grande alegria o fato de passarem por diversas provações, pois vocês sabem que a prova da sua fé produz perseverança. (Tiago 1:2-3)” e “Mas ele me disse: “Minha graça é suficiente a você, pois o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza”. Portanto, eu me gloriarei ainda mais alegremente em minhas fraquezas, para que o poder de Cristo repouse em mim (2 Coríntios 12:9)”. Estaríamos nós prontos para enfrentar tudo por Cristo?
  3. Outra vez volto a falar da professora. Ela, apesar de estar sendo julgada, de ter um grande risco de ser condenada e de perder tudo, continuou firme na sua fé. Ela não podia desistir, não podia pedir desculpar por responder uma pergunta sobre Jesus a uma aluna. Estaríamos nós prontos para perder tudo por Cristo?
  4. Por fim, um outro motivo para olhar esse filme é por causa dos argumentos usados pelo advogado de Grace para defendê-la. De fato, aprendemos muito enquanto olhamos o filme. Aprendemos o que as pessoas falam para tentar mostrar que Deus não existe, para fundamentar o porque não se deve falar dEle nas escolas. E aprendemos como rebater esses argumentos, como provar a existência de Deus. Lembra-se do que diz em 1 Pedro 3.15? “[…] Estejam sempre prontos para responder a qualquer pessoa que pedir que expliquem a esperança que vocês têm.” Estamos nós prontos para provar o porque de acreditarmos no Pai? Ou somos apenas cristãos acomodados, que não buscam o conhecimento e nem o saber justificar o porque de sermos cristãos?

      Esperamos que vocês, ao olharem o filme, se sintam edificados, prontos para seguir o exemplo da professora Grace e enfrentar tudo e perder tudo pelo Pai. Que possamos estar sempre prontos para provar nossa fé, para ir contra o mundo e glorificar ao Pai por meio de toda nossa vida. 

Graça e Paz!

C.B. – 09/08/2017

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s