O que responder quando...

Quando falam que a Bíblia é machista. Parte 2 (respondendo a argumentos feministas)

     20427256_1497264393669175_1021257355_o

     Hoje iremos fazer a segunda parte (como prometido) da série “O Que Responder Quando… dizem que a Bíblia é Machista”.

     No primeiro post eu havia dito que iria dividir em duas partes: a primeira seria argumentando que a Bíblia não é machistas mostrando textos das Sagradas Escrituras que exaltam a mulher. A segunda parte, que é essa, eu iria responder a argumentos feitas pelas pessoas que dizem que a Bíblia é machista.

     Irá funcionar da seguinte forma: Como tópico irei colocar o texto bíblico que dizem ser machista, abaixo irei explicá-lo, mostrando que na verdade não tem nada de machista. Vamos lá? Você está no Um Par de Bíblia e esse é o O Que Responder Quando…#3 dizem que a Bíblia é Machista Parte 2

1- “E à mulher disse: Multipliquei sobremodo os sofrimentos da tua gravidez; em meio a dores darás à luz filhos, e o teu desejo será para o teu marido, e ele te governará.” (Gêneses 3:16)

     Essa passagem bíblia é muito conhecida por nós, cristãos. Mas para quem não está familiarizado com as Escrituras é comum dizerem: “Viu! Deus está subjugando uma pobre mulher, fazendo ela sentir dores quando tiver filhos”.

     É muito simples de entender que não há machismo nenhum aqui, explico: Nessa passagem Deus está punindo Eva, pois, como sabemos, Eva havia acabado de cair em tentação e desobedecido a ordem máxima de Deus para ela e seu marido no Jardim do Éden.

     Ora, Deus havia dito que se eles comessem o fruto proibido iriam sofrer graves consequência e que certamente morreriam. Pois bem, foi o que ocorreu. SOBRE OS DOIS VIERAM PUNIÇÕES, não foi só a mulher a culpada, embora ela tenha sido a primeira, quis Deus, em sua infinita sabedoria, punir homem e mulher.

     E a consequência desse pecado original contaminou todo o mundo, fazendo assim com que todos os que nascessem a partir desse momento estivessem debaixo dessa punição. Aí entra a necessidade de Cristo. Viu como nada ocorre e fica por isso só? Deus tinha um plano, e esse plano era mostrar toda sua glória por meio de Cristo.

2- “Como, porém, a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres sejam em tudo submissas ao seu marido.” (Efésios 5:24)

     Esse texto talvez seja o mais difícil das pessoas que não entendem a Palavra do Senhor compreenderem, mas quem convence é o Espirito Santo, não é mesmo? Nosso papel é explicar o porquê de crermos nessa tão linda Palavra, que para eles é loucura.

     Conforme Deus determinou lá no Éden, quem teria a última palavra dentro da família seria o homem, a mulher estaria ali para o auxiliar nessas decisões, mas a última palavra seria do homem.

     Isso de forma nenhuma diminui a mulher, sabe por quê? Porque se alguma dessas decisões derem errado quem terá que dar explicações será o homem, quem irá bater de frente com outras pessoas é o homem. A mulher biologicamente é mais fraca, mais franzina, e até seu emocional é mais delicado. Por isso que é aí que entra a figura masculina, pra proteger quando decisões derem errado, pra enfrentar os problemas e ser a pessoa que irá guardando a família.

     E o mais importante vem agora: nessa passagem bíblica tem algo que na teologia nós chamamos de paralelismo. Repare que no versículo seguinte Paulo diz “Marido, amai vossa mulher, como também Cristo amou a igreja e a si mesmo se entregou por ela.” (Efésios 5:25)

     Sabe onde o paralelismo entra aí? No fato de que é uma troca. Os dois tem funções dentro desse relacionamento lindo que é o casamento. A função do homem é amar tanto a sua esposa, mas tanto que ele deve ser capaz de amar ela a ponto de morrer por ela se for preciso. O amor do marido deve ser algo próximo ao amor de Cristo pelo seus salvos, como diz Paulo. Cristo sofreu pelo seus, deixou sua glória pelos seus e tudo isso por vontade própria, Ele se ofereceu para isso, e assim deve ser o marido com sua esposa, ser capaz de enfrentar problemas para que ela fique bem, para que ela fique segura. E pelo fato dele a amar tanto a ponto de morrer por ela, a mulher se entrega a ele e confia nas decisões do seu amado, porque ela sabe que ele sempre deve escolher o melhor para ela.

     A submissão não é ser uma escrava, a submissão é se entregar a alguém que sempre irá buscar o melhor para você. POIS É DEVER DO MARIDO ISSO.

3- “Conserve-se as mulheres caladas nas igrejas, porque não lhes é permitido falar; mas estejam submissas como também a lei o determina. Se, porém, querem aprender alguma coisa, interroguem, em casa, a seu próprio marido; porque para a mulher é vergonhoso falar na igreja.” (1 Coríntios 14:34-35)

     Esse é um clássico dos argumentos ateístas e feministas, eles dizem: “Viu!!!!!! Deus é machista!!!! Ele manda as mulheres nem se quer falarem nas igrejas de vocês”. Leigo engano dos que dizem isso, leigo engano.

     No capítulo 14 de 1 Coríntios Paulo está ensinando a igreja de Corinto que quando alguém for profetizar é para a igreja se reunir e questionar o que essa pessoa falou, para ver se realmente veio de Deus, se o que essa pessoa falou está de acordo com o que as Escrituras dizem, se está de acordo com as orientações dos apóstolos.

     E então podemos entender em que contexto é para as mulheres permanecerem caladas. Quem deve fazer esses questionamentos ao profeta são os homens, que são os líderes da igreja, se uma mulher o fizesse ela estaria tirando dos homens essa autoridade, e já vimos que a esposa deve confiar no seu marido, que ele fará o melhor para ela.

     Paulo não está dizendo que NUNCA é para as mulher falarem na igreja, Paulo na verdade está dizendo que quando acontecer de alguém profetizar é papel do homem interrogar o profeta, e se a mulher não concordar com algo ou ficar em dúvida sobre algo, ela pode sim se posicionar e pedir ao seu marido, que é capaz de morrer por ela. Isso que Paulo se refere, digo novamente, é em um momento específico e em uma circunstância específica, não é regra geral de todos os cultos, até porque se fosse, Paulo estaria se contradizendo, pois mais pra frente ele diz que as mulheres mais experientes devem sim ser exemplo a ser seguido e que elas devem ensinar aos mais jovens na igreja.

     Muitas vezes pessoas que argumentam que a Bíblia é machista nem se importam com o contexto, vimos aqui três textos e dois deles são usados completamente fora de contexto. Eu sempre digo: Texto fora de contexto é pretexto pra falar bobagem. Se ao menos essas pessoas pegassem e lessem o contexto da narrativa que está se passando, talvez elas não teriam essa visão destorcida da Palavra de Deus.

     A Bíblia é muito mais que “submissão” e “vocês não podem fazer nada”, a submissão é algo muito maior, ficam se apegando a palavras, mas não entendem que a submissão é algo lindo, onde o homem sente o peso de sempre estar escolhendo o melhor para sua amada, como eu disse: Submissão não é escravidão, é uma entrega. Entrega essa feita a alguém que tem o dever de sempre lhe fazer o bem. É uma perfeita alusão a Cristo e a igreja. A igreja obedece a Cristo porque Ele deu tudo de si para dar a salvação a nós, é um sentimento de dívida que nós temos, por isso que estamos sempre voltados a obedecer aos seus ensinamentos, pois Ele nos deu o seu melhor.

    Assim é o casamento, o homem se entrega para sua mulher, ele luta para dar tudo do bom e do melhor para ela, e ela se entrega a ele, em forma de gratidão, obedecendo uma vontade do Senhor.

     “A esposa não manda no seu próprio corpo; quem manda é o seu marido. Assim também o marido não manda no seu próprio corpo; quem manda é a sua esposa” (1 Coríntios 7:4)

    Entrega, confiança, cuidado com o outro, amor. É isso que impera num casamento com submissão e amar a ponto de morrer por ela.

J.G. – 12/08/2017

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s